//
está a ler...
Disparate

Expresso “mata” Vasco Granja, três anos depois da morte do apresentador

Foi a polémica deste fim-de-semana. O semanário Expresso, na edição online, fez uma notícia como se a morte de Vasco Granja tivesse ocorrido agora. E para a sustentar citava um artigo do PÚBLICO… de 2009. A imagem em baixo deixa clara a diferença entre a data da notícia do jornal Público e o disparate do Expresso:

“Quem estava de serviço errou e por isso, sendo um engano, a notícia foi retirada”, diz Anabela Natário, coordenadora do site do Expresso, sem adiantar mais detalhes para um disparate que rapidamente se tornou popular no Facebook.

A confusão começou por o título da notícia reaparecer no site do PÚBLICO, na zona reservada às notícias partilhadas e recomendadas no Facebook. Para quem acedia ao site, surgia a informação que esssa notícia tinha sido partilhada 1900 vezes. A data original do artigo não era visível e isso foi suficiente para levar alguns leitores ao engano. Mas, se isto se percebe para um comum leitor que desconhecia que o apresentador morreu em 2009, grave é que um jornal como o Expresso pegue na notícia e, citando uma fonte de 2009, a dê como actual.

Depois de detectado o erro, o Expresso apagou a notícia, mas já era tarde de mais, pois o próprio erro passou a ser notícia nas redes sociais.

Anúncios

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: