//
está a ler...
Contraprova

Caso Lusa/Domingos prova que é precisa contraprova

O caso da notícia falsa divulgada pela agência Lusa sobre Domingos é a prova de que é cada vez mais precisa contraprova. E também serve de alerta para o corrente  uso e abuso das fontes anónimas, que se tornaram uma praga no jornalismo em Portugal.

Depois de ter divulgado, com base numa fonte anónima que “a decisão de afastar Domingos Paciência do comando técnico da equipa de futebol do Sporting terá ficado a dever-se ao conhecimento de encontros entre o treinador e dirigentes do FC Porto”, a Lusa teve como resposta a ameaça do ex-treinador do Sporting em avançar para tribunal. Agora, vem  não só admitir que a notícia era falsa e “não respeitou as normas essenciais do Código Deontológico do Jornalista nem as regras do Livro de Estilo da Agência”, como ainda ameaçar revelar a fonte, caso conclua que esta agiu de má-fé.

Em baixo, ao bom estilo de relato desportivo, as notícias que melhor explicam a bernarda, com uma pergunta que se impõe: Ninguém na Lusa se lembrou de questionar o próprio Domingos para saber se era verdade?

E não basta agora vir dizer que a notícia era falsa e que a fonte mentiu, a responsabilidade por não confirmar a fonte ou ouvir Domingos é da própria agência e isso não se apaga com um mero comunicado.

Primeiro a Lusa publicou este exclusivo:

Lusa: Domingos manteve contactos com o Porto (actualizada)

A decisão de afastar Domingos Paciência do comando técnico da equipa de futebol do Sporting terá ficado a dever-se ao conhecimento de encontros entre o treinador e dirigentes do FC Porto, revelou hoje à Agência Lusa fonte próxima da estrutura “leonina”.

“Temos conhecimento de que Domingos manteve contactos com dirigentes portistas nas últimas semanas e que um possível ingresso no FC Porto esteve sempre no seu horizonte”, afirmou a mesma fonte, lembrando as fortes ligações do treinador com o clube “azul e branco”.

A fonte vai mesmo mais longe e disse que “Domingos deixou de estar focado nos interesses do Sporting”, constatação que “se acentuou nos últimos dias na sua gestão do plantel”.
“Desconforto e mal-estar”
O conhecimento desses encontros com dirigentes portistas criou “enorme desconforto e mal-estar” em Alvalade, a ponto de os responsáveis “leoninos” estarem a ponderar, segundo a mesma fonte, não pagar qualquer indemnização ao treinador, o que seguramente dará origem a um conflito jurídico entre as partes.

Esse cenário é o mais provável, uma vez que Domingos Paciência não assinou até ao momento a rescisão do seu contrato com o Sporting, que apenas expirava em junho de 2013, depois de lhe ter sido hoje comunicada por Godinho Lopes, na presença de outros elementos da SAD, a decisão de o afastar do cargo.

O Conselho Diretivo “leonino” anunciou hoje [ontem] a rescisão “do contrato com Domingos Paciência, por entender que, quer a eliminação da fase de grupos da Taça da Liga, quer o 5. lugar atual na Liga, não correspondem aos objetivos propostos para este primeiro ano de mandato”. Os resultados desportivos e os referidos encontros com dirigentes do FC Porto ditaram a saída do técnico. “A equipa estava sem ânimo, sem motivação, e a derrota com o Marítimo só veio confirmar que o grupo de trabalho não estava com o treinador”, rematou a fonte próxima da estrutura “leonina”, acrescentando que Ricardo Sá Pinto, que orientava a equipa de juniores dos “leões”, será apresentado na terça-feira, às 9h45.

O antigo técnico de União de Leiria, Académica e Sporting de Braga deixou os “leões” no quarto lugar da Liga portuguesa, com 32 pontos, menos 16 do que o líder, o Benfica, após a derrota no terreno do Marítimo (2-0), em jogo da 18. jornada.

Domingos reagiu com ameaça de processo:

Domingos: “Os cobardes morrem sós”

O antigo treinador do Sporting considera “disparatada” a notícia de que teria tido encontros com dirigentes do FC Porto e avança que vai processar a agência Lusa. Domingos garante que foi surpreendido com a decisão da direcção leonina. “Não é por minha vontade que deixo o clube, nem isso estava nos meus horizontes.”

No dia em que Domingo Paciência foi despedido do clube leonino, a agência Lusa noticiou que o treinador teria tido “um encontro com dirigentes do FC Porto, com vista ao meu futuro profissional, alegadamente com base numa ‘fonte próxima da estrutura leonina'”. Este encontro, segundo a Lusa, estaria na base do despedimento de Domingos como treinador principal da equipa de Alvalade.

Domingos responde hoje, em comunicado, a esta notícia, classificando-a de “absurda”. “Nem precisaria de negar tão absurda informação, porque, felizmente, ao longo da minha carreira profissional, quer como jogador, quer como treinador de futebol, sempre coloquei à frente de tudo um valor: a dignidade”, pode ler-se no comunicado emitido esta tarde por Domingos Paciência.

O treinador nega ter tido “qualquer encontro com dirigentes do FC Porto ou de qualquer outro clube”. “Estive sempre de corpo e alma no projecto Sporting até ao dia em que me surpreenderam com a interrupção desse projecto. Não é por minha vontade que deixo o clube, nem isso estava nos meus horizontes”, garante.

O antigo treinador do Sporting revela que vai processar a agência Lusa “pela informação falsa avançada e veiculada também por outros órgãos de comunicação social, com origem na notícia dessa mesma agência, o que também lamento”.

“Será em tribunal que os responsáveis por esta notícia disparatada terão de responder, mesmo com uma ‘fonte próxima da estrutura leonina’ a servir de base”, refere Domingos, acrescentando que se “essa fonte verdadeiramente existiu, foi obra cobarde de quem se refugia no anonimato e não hesita em manchar a honra de um profissional com calúnias infundadas”. “E os cobardes morrem sós”, conclui.

Pressionada, a Lusa admite agora que a notícia era falsa, depois do estrago feito:

Lusa reconhece erro na notícia sobre Domingos

Agência de notícias admite revelar a fonte, caso conclua que esta agiu de má-fé.

A Lusa emitiu hoje uma nota aos seus clientes, onde admite que na notícia que avançou sobre a saída de Domingos Paciência do Sporting, “não respeitou as normas essenciais do Código Deontológico do Jornalista nem as regras do Livro de Estilo da Agência”.

A notícia dava conta que Domingos tinha sido demitido do Sporting devido aos contactos que tinha efectuado com responsáveis do Futebol Clube do Porto.

O ex-treinador do Sporting, na sequência da notícia, ameaçou processar a agência de notícias.

Nota da Lusa:

Lusa colocou em linha, na segunda-feira, a notícia de que a decisão de afastar Domingos Paciência do comando técnico da equipa de futebol do Sporting ter-se-ia ficado a dever ao conhecimento de encontros entre o treinador e dirigentes do FC Porto.

Na base desta notícia estava uma fonte em quem o jornalista autor da peça tinha toda a confiança, mas cuja identidade não foi revelada, a pedido da própria fonte. No dia seguinte, terça-feira, Domingos Paciência emitiu um comunicado anunciando a intenção de processar judicialmente a Lusa, por ter divulgado uma informação que considerou totalmente falsa e caluniosa, conforme também foi noticiado pela Agência.

A Direcção de Informação da Lusa reconhece agora que, na elaboração desta notícia, não respeitou as normas essenciais do Código Deontológico do Jornalista nem as regras do Livro de Estilo da Agência, nomeadamente a parte em que se determina que “a informação recebida sob condição de não identificar a sua origem requer redobrada exigência na sua confirmação”.

A Direcção de Informação reserva-se, contudo, o direito de denunciar a identidade da fonte, caso venha a averiguar que essa fonte agiu de má-fé, induzindo a Lusa em erro, cumprindo o que diz o Livro de Estilo, onde se escreve que a regra de protecção da identidade da fonte pode ser questionada quando se verificar que ela “manifestamente usou a protecção da sua identidade para canalizar informações falsas”.

Anúncios

Discussão

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: Lusa protegida pela lei, mas sem explicações para leitores « Contraprovas - 17/02/2012

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: